5 estratégias para evitar as dívidas!

O ano de 2018 já está acabando! Nada melhor do que terminar bem 2018 é começar 2019 com dinheiro no bolso, não é verdade!

Mas para isso, nós precisamos iniciar o ano sem dívidas, ou com alguma estratégia para evitar se meter em dívidas logo no início do ano! Então o que fazer? Nesse artigo vamos explorar 5 estratégias para evitar as dívidas!

Não gasta 100% do seu salário!

Evite a todo custo gastar os 100% do seu salário! Conseguindo guardar parte da sua renda mensal, você pode evitar se comprometer a mais do que o necessário e ainda, pode iniciar uma reserva.

Quando a pessoa gasta tudo que recebe, qualquer tipo de gasto a mais, ou de emergência pode comprometer a pessoa!

Dependendo da dimensão do gasto, a pessoa pode se ver obrigada a adquirir um empréstimo, ou quem sabe até recorrer a linhas de crédito perigosas, como o parcelamento do cartão de crédito e até o cheque especial.

Com o intuito de evitar esse tipo de situação, o bom mesmo seria gastar no mínimo 5% a menos do que recebe mensalmente, e de tempos em tempos, tentar aumentar essa margem até chegar a algo próximo dos 15%, por exemplo.

Desse modo, impactos referentes a gastos extraordinários poderão ser absorvidos com mais tranquilidade, sem falar que no caso de eventuais gastos acima da média (bem acima) você poderá  utilizar parte das reservas já preservadas (os valores poupados nos meses anteriores).

Então não espere algo acontecer! Comece sua reserva preservando parte de sua renda hoje mesmo!

Controle bem os seus gatos no cartão de crédito!

O cartão de crédito pode ser algo muito prático para as pessoas. Através do cartão, as pessoas não precisam mais carregar dinheiro para lá e pra cá.

As compras podem ser feitas de forma prática e fácil, nem carregar mais moedas, você precisa. Tudo pode ser feito através do cartão de crédito.

Talvez, nessa praticidade extrema, more o grande perigo! Muitas vezes as pessoas acabam se perdendo com o cartão de crédito, e comprando mais do que poderiam adquirir ao longo de um mês, e até durante o ano.

LER MAIS  Dicas para evitar o parcelamento do cartão de crédito

Ao começar a comprar sem controle algum, no final do mês, ou quando a fatura do cartão fechar, a pessoa terá um grande susto e um possível problema.

Muitas vezes os cartões acabam oferecendo um limite maior do que a própria renda do cliente. Se isso acontecer, o cliente facilmente poderá acabar utilizando mais dinheiro do que deveria, ou seja, no final, quando a fatura fechar, o valor da mesma pode ser superior à renda do cliente.

Desse modo, a única solução será correr atrás de um empréstimo, ou coisa pior, do parcelamento do cartão de crédito!

Na tentativa de evitar esse tipo de situação, você pode tomar diversas atitudes. A mais brusca, talvez, e o cancelamento do cartão. Mas é possível construir um controle!

Por meio do controle, pode ser em uma planilha eletrônica, ou quem sabe até um caderno, o cliente poderá adicionar os valores pagos através do cartão e analisar se o gasto do mês já chegou ao valor de sua renda.

Desse modo você, inclusive pode instituir um limite e uma margem de segurança. Desse modo, não haverá problemas com a utilização do seu cartão de crédito.

Não faça muitas parcelas no cartão de crédito!

Ao reduzir ou até zerar as compras parceladas, o risco de contrair uma dívida cai bastante! Se gastando através do cartão de crédito a pessoa já pode perder o controle, e gastar mais do que consegue arrecadar, imagina se no meio dessas despesas existem pagamentos parcelados?

O parcelamento no cartão de crédito também é algo que traz mais conforto para os clientes, sem falar que através dessa forma de compra, muitas pessoas conseguiram comprar determinados produtos e serviços com mais facilidade.

Porém, ao utilizar essa forma de pagamento sem responsabilidade é possível que novas compras parcelas surjam, e assim, a pessoa pode acabar se endividando.

Para evitar esse tipo de problema, anote tudo! E faça um controle mais rigoroso de suas receitas. Só assim, será possível identificar qual é o valor máximo de despesas que você poderá ter ao mês.

LER MAIS  Como funciona a portabilidade?

Com um controle detalhado, ficará mais fácil para você criar limites e regras com relação a utilização da modalidade “parcela” do seu cartão de crédito.

Faça um limite para “tantas” compras que podem ser parcelas, o resto, deverá ser pago em uma única parcela.

Evite comprar utilizando o crediário de lojas!

Mesmo havendo uma facilidade enorme para aquisição do cartão de crédito, muitos estabelecimentos ainda oferecer o famoso crediário, e muitas pessoas continuam utilizando essa forma de pagamento.

O crediário nada mais é do que uma espécie de crédito que determinado loja lhe passa para comprar algum produto ou serviço.

O problema do crediário, é que o mesmo vem com juros embutidos. Assim, uma compra que será parcelada em 6 vezes, poderá contar com um valor 10% superior, ou quem sabe até maior.

Então evite comprar com o crediário das lojas. Se você não contar com o valor total da compra, tente postergar e juntar o montante necessário.

No final, se você fizer o crediário, as despesas com a compra podem comprometer até o seu orçamento!

Invista parte do seu dinheiro!

Por último, mas não menos importante! Invista o dinheiro poupado! Só assim você conseguirá extrair benefícios do dinheiro poupado.

A primeira coisa, mais importante é poupar! Se você consegue poupar parte da renda, se considere um vitorioso já!

Contando com tais recursos na mão, ou em sua conta, agora você deverá avaliar algum investimento que seja seguro, tenha liquidez e possa lhe oferecer rendimentos compatíveis à média do mercado.

Uma boa opção que agrega todas as características citadas é o Tesouro Direto, mais precisamente a letra Tesouro Selic.

Através dessa letra do programa de investimentos do Tesouro Nacional, o investidor terá condições de iniciar uma “poupança” e assim, levantar recursos para investir em novos ativos, quem sabe construindo uma carteira e alcançando a independência financeira!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *