Blog

Empréstimo pessoal do banco Cetelem é bom?

Com a crise que o país se encontra não é todo mundo que consegue manter suas contas em dia, ou mesmo realizar aquele sonho que parece tão distante.

Com tudo isso o empréstimo pessoal se tornou uma ótima maneira de conseguir resolver todos esses problemas. Mas claro, antes de contratar um empréstimo precisamos ter certeza que vamos dar conta das parcelas, além de ter certeza que ele vai ser a nossa melhor opção.

Nunca deve – se fechar um empréstimo sem antes conhecer as condições do mercado, por isso é necessário muita pesquisa.

Entre as empresas confiáveis que oferecem empréstimo pessoal temos a Cetelem. Em nosso artigo de hoje você vai conhecer mais sobre o empréstimo pessoal dessa empresa. Confira.

Empréstimo pessoal Cetelem

A Cetelem é uma empresa que atua no Brasil e em diversos países do mundo, como Portugal e França. O banco Cetelem oferece crédito pessoal ou empréstimo consignado, de acordo com as necessidades do cliente.

Como funciona o empréstimo pessoal Cetelem?

O empréstimo pessoal da Cetelem possui informações e possibilidades exclusivas para o perfil de diversos clientes. No crédito pessoal Cetelem o valor máximo para empréstimo pode chegar até R$ 200 mil reais, com parcelas divididas em até 82 meses.

Claro, o valor vai depender de uma análise de crédito criteriosa, por isso pode mudar de acordo com cada perfil! Como o crédito vai variar do perfil de cada cliente, não é possível especificar uma taxa de juros.

Por isso você deve saber a taxa de juros que será cobrada mediante ao valor que você vai pedir enquanto empréstimo.

Para analisar esse perfil a Cetelem vai utilizar de informações financeiras para ver a melhor forma, e a quantia que vai disponibilizar. A ideia central do banco é disponibilizar um valor que via ajudar o cliente, mas que não vai comprometer grande parte da sua renda, já que o interesse do banco é garantir que você pague as parcelas.

E por isso é tão importante ressaltar que quando falamos sobre o empréstimo pessoal da Cetelem estamos sempre falando de informações sujeitas a análise.

E como fazer o empréstimo da Cetelem?

Antes de contratar um empréstimo pessoal é importante saber o que é necessário para já ir providenciando os documentos, no caso do empréstimo Cetelem você vai precisar:

  • RG;
  • CPF;
  • Comprovante de residência;
  • Comprovante de renda.

A Cetelem faz empréstimo online?

Atualmente algumas instituições tem apresentado uma modalidade de empréstimo online! O que é de grande vantagem para o cliente, já que permite um dinheiro sem burocracia, ou mesmo sem perder tempo indo até  o banco.

Porém, nem todas as empresas entraram no mundo online quando o assunto é empréstimo, aquelas que entraram apresentam um valor bem baixo de liberação de empréstimo.

A Cetelem ainda não apresenta nenhuma solução para empréstimo online, mesmo conseguindo tirar mais dúvidas sobre o procedimento, o cliente ainda não consegue fazer nenhum tipo de empréstimo sem ir até um local físico.

A Cetelem faz empréstimo para negativados?

Muitas pessoas infelizmente estão com o nome sujo dentro do mercado! isso com certeza traz muitas dificuldades, e por vezes essas pessoas desejam pedir um empréstimo pessoal para tentar colocar suas finanças em dia.

Essas pessoas precisam encontrar um banco que ofereça a opção de empréstimo pessoal para negativados!

No caso da Cetelem ela não oferece essa opção, por isso um negativado não vai conseguir ter empréstimo pessoal na Cetelem, pois a instituição entende que emprestar dinheiro para essas pessoas é se colocar em risco.

Quais as vantagens do crédito pessoal Cetelem?

A principal vantagem do banco Cetelem é a possibilidade de pedir empréstimo pessoal sem precisar justificar o porque! Dessa forma você pode contratar o crédito para o que achar necessário, sem estar justificando ou comprovando nada para o banco.

Outra grande vantagem é a possibilidade de simulação online, como mencionamos, o banco Cetelem não faz empréstimos online, mas a simulação é possível.

Dessa forma você vai saber melhor sobre as taxas, valores, condições, para o valor que você deseja contratar! Para isso vai ser necessário entrar no site inicial, colocar seu CPF e depois a sua senha de acesso.

Ou seja, para fazer a simulação, por uma questão de segurança, é necessário ser cliente do banco, e também ter acesso ao canal da internet.

Outra vantagem apresentada pela Cetelem é o dinheiro rápido em sua conta! Muitos bancos demoram para liberar o dinheiro mesmo após a analise aprovada.

Com a Cetelem em poucos dias o seu dinheiro pode estar disponível para ser utilizado da maneira que você desejar! Com certeza uma grande vantagem para todas aqueles que tem pressa.

Afinal, o empréstimo pessoal do banco Cetelem é bom?

Como podemos ver ao longo desse artigo, o banco Cetelem é uma instituição responsável e de grande nome do mercado, dessa forma sendo bem confiável quando o assunto é empréstimo.

Mas para além disso oferece altos valores, dependendo do seu perfil, até 200 mil reais de empréstimo é possível, como também mencionamos!

Por isso se está pensando em contratar um crédito com certeza pensar na Cetelem é uma boa ideia! mas para decidir e conhecer melhor o ideal é acessar ao site oficial ou ir até o posto de atendimento mais próximo da sua casa.

Lembrando sempre que um empréstimo pessoal é algo sério, e que deve ser feito de maneira pensada.

E se você gostou das nossas dicas de hoje continue em nosso site e confira muito mais.

Razões para contratar um empréstimo pessoal

Seria ótimo se sempre tivéssemos condições e dinheiro o suficiente para nunca deixar nossas contas atrasarem, né? Mas sabemos que nem sempre isso acontece, e nessas horas um empréstimo pessoal pode nos salvar.

O empréstimo pessoal é cedido para pessoas físicas para os mais diversos fins. Juntamente com um banco ou uma financeira você faz uma simulação de juros, e das parcelas e prazo para devolver aquele dinheiro.

E claro, para tudo isso é necessário comprovar algumas coisas, como por exemplo, a renda! Dessa maneira a instituição vai analisar se você tem condições de pagar pelo dinheiro que está pedindo.

Muitas pessoas ainda tem receio de pedir um empréstimo pessoal, ou não sabem bem quando devem pedir, e pensando nisso o nosso artigo de hoje resolveu trazer motivos para você pedir um empréstimo pessoal. Confira.

1 – Consolidação de débitos

Um dos motivos para pedir empréstimo é quando você tem diversas dívidas, até porque cada uma delas vai ter o seu montante de juros correndo cada dia mais! E isso só vai te gerar dor de cabeça, além de um valor cada vez mais alto.

Essas dívidas costumam virar verdadeiras ‘’bolas de neve’’ pois quando você vai ver de pagar o valor está um absurdo, e o seu nome já está no SPC e Serasa.

Quando você pede um empréstimo pessoal para pagar essas dívidas, é um decisão muito inteligente, pois você está quitando todas, e deixando apenas uma dívida, a do empréstimo.

Dessa forma você vai estar pagando somente um montante de juros! Por isso se esse é o seu caso, com certeza vale a pena tomar a decisão de pedir um empréstimo pessoal.

2 – Pagamento do cartão de crédito

Ter cartão de crédito é ótimo! Ele consegue nos ajudar no final do mês quando o dinheiro acaba, ou mesmo parcelar compras grandes! Mas também é bem perigoso.

Por vezes utilizamos muito o cartão, e o resultado é uma dívida enorme no final do mês! Dívida essa que nem sempre temos condições de pagar.

O grande problema aqui são os juros. Geralmente os cartões de crédito carregam grandes taxas de juros, por isso pedir um empréstimo para quitar o cartão pode ser uma forma bem inteligente.

Como já citado, você consegue ‘’trocar’’ dívidas, no final optando por uma com menor taxa de juros.

3 – Reformas na casa

Anda pensando em fazer uma reforma na sua casa mas não tem dinheiro suficiente para isso, ou não quer gastar as suas economias? Os empréstimos pessoais podem ser uma grande solução para isso.

Nesse caso a vantagem é que você pode pagar o material e a mão de obra da reforma a vista, com o dinheiro do empréstimo, isso vai te garantir um bom desconto.

Além disso o empréstimo vai te proporcionar que a reforma aconteça bem mais rápido, sempre precisar ficar esperando sempre dinheiro entrar para terminar tal obra.

4 – Fazer uma viagem

Muitas pessoas consideram a viagem como um luxo, ou mesmo algo onde não é necessário pedir um empréstimo para fazer! Porém, todos nós precisamos de uma pausa, e viajar pode ser um grande investimento para sua vida.

E pedir um empréstimo para viajar nem sempre é uma má opção! quantas pessoas você conhece que utilizam o cartão de crédito para viajar? Muitas vezes o empréstimo oferece taxas menores do que o rotativo do cartão de crédito, por exemplo.

O empréstimo pode reduzir o impacto da viagem no seu bolso, e vai te permitir programar suas férias de uma maneira mais confortável.

5 – Investir na educação

E por quanto tempo você está adiando aquele curso que pode mudar verdadeiramente a sua carreira? Os principais cargos exigem um bom aprimoramento.

Nesse caso pedir um empréstimo para estudar, pode ser um investimento a longo prazo!

Sabemos que bons cursos e boas instituições cobram um preço alto, por isso pedir um empréstimo para conseguir fazer esses cursos, pode ser uma boa ideia.

Há também casos de pais que desejam investir na educação dos filhos, e com isso fazem o empréstimo pessoal.

Seja qual for o motivo, é uma boa razão contratar um empréstimo pessoal para fins de estudo.

6 – Sair do cheque especial

E se tem um juros altos é o do cheque especial, e se você já ficou nele algum dia, deve saber!

Muitas pessoas tem um limite alto de cheque especial, e com isso acabam entrando em uma dívida sem fim! A solução mais rápida e eficaz para isso é pedir empréstimo pessoal.

Dessa forma você já elimina a dívida com menos juros! Além disso todo dinheiro que começar a cair na conta não vai mais ser ‘’comido’’ pelo banco.

Com certeza pedir empréstimo para sair do cheque especial é algo bem pensado para se livrar de uma dívida com tantos juros! Se essa é a sua dúvida, indicamos sem pensar duas vezes.

7 – Realizar grandes festas

Sabemos que muitas pessoas tem o sonho de casar ou fazer festa de 15 anos para os filhos! Mas sabemos também que tudo isso exige um bom dinheiro.

O empréstimo é interessante porque permite negociações com fornecedores a vista, te dando uma economia final, e fazendo com que o impacto no seu bolso seja menor.

Para mais, realizar esse momento único pode ser uma boa justificativa para buscar um empréstimo pessoal.

Gostou das nossas dicas de hoje? Então continue em nosso site e confira muito mais.

Como encontrar empréstimo pessoal com taxas mais baixas

Em tempos de crise pedir um empréstimo é a alternativa que milhares de brasileiros encontram para quitar suas dívidas, ou mesmo realizar sonhos! Muitas pessoas veem o empréstimo como algo ruim.

Mas a verdade é que ele pode ser muito bom, principalmente nos casos de dívidas, onde as pessoas acabam conseguindo eliminar a que tem o maior juros.

Apesar de toda a facilidade que pedir um empréstimo pode ter hoje em dia, é muito importante pesquisar bastante antes de fechar com qualquer instituição! Tudo isso atrás de uma única coisa: as taxas de juros mais baixas.

Pagar juros altíssimos pode não ser uma boa saída! Por isso procurar locais que te oferecem bons números, nesse sentindo, é essencial para não perder dinheiro e economizar.

Em nosso artigo de hoje você vai conferir dicas de como encontrar um empréstimo pessoal com taxas baixas, confira.

Afinal, como encontrar um empréstimo pessoal com taxas mais baixas?

1 – Comparando alternativas

Nunca feche antes de consultar pelo menos mais dois ou três lugares! Se você ir pelo desespero, possivelmente vai encontrar a solução mais cara, e não é esse o seu intuito, né?

E por conta disso fazer simulações e comparar diferentes propostas do mercado é fundamental! Durante esse processo tente esclarecer todas as suas dúvidas relacionadas as taxas totais, dessa forma você vai ter uma maior visualização de todo o processo.

2 – Diminuindo o prazo para reembolso

Você sabia que quanto mais tempo você demorar para reembolsar o seu crédito para a instituição financeira, mais juros você vai pagar? E dessa forma, maior vai ser o valor do seu empréstimo no final.

Por isso, se você deseja encontrar em empréstimo pessoal que te ofereça taxas mais baixas, o ideal é conseguir pagar em um prazo menor!

Por exemplo, se você decide fazer um crédito no valor de 5.000 reais, com uma taxa anual de 9%, e resolve pagar isso em três anos, no final você vai pagar cerca de 821 reais de juros!

Porém, se você pedir o mesmo valor, mas querem pagar em um ano a mais, os juros já vão ultrapassar os mil reais.

Por isso tente sempre pagar em um menor tempo, para conseguir taxas mais baixas! E claro, tente sempre ter cuidado, para o banco é muito mais vantajoso que você pague em um tempo maior, por exemplo.

3 – Escolhendo a taxa de juros mais baixa

Quando você está comparando diferentes propostas, você deve sempre analisar as taxas que estão associadas! Portanto, quanto menor essa taxa for, melhores serão as condições financeiras do crédito!

Essa informação você vai poder encontrar nos documentos do banco, geralmente eles apresentam a taxa de juro nominal, que vai representar o custo associado aos juros, e a taxa anual, que são os encargos efetivos que vão incluir o custo total do seu empréstimo.

Além disso vão ter as taxas de encargos e de seguros contratados, geralmente essas taxas são fixas, mas é interessante confirmar!

4 – Ficando atento as comissões

Como uma regra geral da maioria das instituições quando você contrata um crédito, você deve pagar comissões! Essas comissões podem vir de diferentes nomes, como abertura do processo, finalização do processo, entre outras coisas.

Essas taxas serão pagas por você quando o contrato é fechado, além disso tem as comissões que serão pagas no inicio do processo, além das comissões mensais que podem estar incluídas na prestação.

Acontece que cada instituição vai trabalhar de uma forma com essas taxas, algumas colocando mais taxas que outras, por exemplo! Por isso você deve saber de forma clara e detalhada quais comissões você vai pagar ao fechar o contrato com aquela instituição.

5 – Conhecendo seguros associados

Alguns bancos podem exigir que você faça um seguro de vida, isso vai garantir para a instituição que a dívida seja paga em caso de morte ou de invalidez.

Muitas vezes, quem contrata esse seguro vai ter juros menores na hora de contratar o crédito, o que dependendo dos valores, é uma vantagem.

Portanto, se o banco não exigir que você tenha um seguro de vida, pergunte se a presença de um é o suficiente para diminuir taxas! Se a resposta for sim, talvez seja a hora de você considerar.

6 – Tendo um bom histórico bancário

Os bancos desejam aqueles clientes que possam os oferecer garantias, ou seja, aqueles clientes que tem um bom histórico de pagamentos e de consumo equilibrado!

Se na hora de pedir o seu empréstimo o banco conferir que o seu histórico é bom, com certeza você vai conseguir condições de juros mais reduzidas.

Por isso é muito importante tentar sempre pagar suas dívidas em dia, em situações como essa isso pode te dar uma grande ajuda! Por outro lado, quem não tem um bom histórico pode acabar pagando juros bem maiores.

7 – Não seja desesperado

E por fim, a nossa última dica para que você consiga uma taxa de juros baixas é não ter desespero!

Os bancos e as instituições podem perceber isso pelo contato, e vão sempre te oferecer o empréstimo com juros altos, porque vão associar o seu desespero por fechar logo uma proposta.

Portanto, não tenha pressa e nem demonstre o quanto está precisando desse dinheiro! Tenha tempo para estudar e avaliar cada proposta.

Com essas dicas temos certeza que você vai encontrar taxas de juros bem mais baixas!

E se você gostou do nosso artigo de hoje não se esqueça de continuar em nosso site e conferir muito mais.

Empréstimo pessoal da caixa é bom?

Em tempos de crise pode ficar cada vez mais difícil fechar todas as contas no final do mês, e claro, isso gera uma sensação bem ruim associada a estresse e depois nervosismo.

Não ter controle da nossa situação financeira é de fato preocupante! E é nessas horas que o empréstimo passa pela nossa cabeça!

O empréstimo pode sim ser uma boa forma de sair das dívidas, realizar aquele sonho, reformar a casa, entre outras coisas! Mas ele precisa ser pensado com muito cuidado, afinal, você vai estar assumindo uma dívida.

O essencial para optar por um empréstimo é pesquisar e comparar todas as taxas dos mais diversos bancos.

Pensando nisso o artigo de hoje resolveu trazer detalhes do empréstimo pessoal da caixa. Confira.

Empréstimo pessoal da caixa

A caixa econômica federal está entre os maiores bancos do país, por isso vale a pena conhecer suas condições antes de fechar um empréstimo em outras instituições.

Crédito pessoal caixa

 No crédito pessoal da caixa você pode utilizar o dinheiro como achar melhor! Dessa forma não precisa justificar porque está pedindo empréstimo, ele é ótimo para pagar dívidas, realizar sonhos, e afins.

O bom desse tipo de empréstimo são as condições, você pode escolher a que melhor se encaixa na sua necessidade, e também na sua capacidade de pagar. As parcelas podem ser pagas de uma vez só, ou dividas em prestações mensais com taxa pré ou pós fixada.

Ou seja, podemos ver que é um tipo de crédito bem personalizado, tudo para atender as necessidades de cada uma, isso por si só já se mostra vantajoso.

Vantagens do crédito pessoal caixa

 Parcelamento flexível: Uma das coisas que quem vai pedir um empréstimo pessoal precisa conferir é em relação ao parcelamento!

Os meses para pagar a dívida precisa ser flexível! E essa é a grande vantagem do empréstimo da caixa econômica! Aqui temos a opção de pagar a dívida em até 60 meses;

  • Conveniência: Como também já citamos acima, não podemos deixar de colocar as formas de pagamento como vantagem!

Muitas vezes você só quer um empréstimo de dinheiro por pouco tempo, pois sabe que algum dinheiro vai entrar, por exemplo!

Muitos bancos não deixam você pagar a dívida toda após pouco tempo, mas isso não acontece com o empréstimo da caixa! Você escolhe se deseja pagar sua dívida de uma vez só, ou em parcelas, mais uma vez pensando nas suas condições;

  • Variedade: O empréstimo da caixa tem quatro opções de crédito para você escolher a que mais vai se adequar a sua necessidade. Você pode escolher entre:
  • Crédito pessoal mensal pré fixado: Os juros já são pré fixados na sua divida e você pode pagar o total em um mês ou em 48 meses;
  • Crédito pessoal mensal pós fixado: Aqui os juros são pós fixados, e a divida pode ser paga entre 4 e 36 meses;
  • Crédito Salário caixa mensal pré fixado: Especial para as pessoas que recebem salário pela caixa econômica, com juros pré fixados o empréstimo pode ser pago de 1 a 48 meses;
  • Crédito Salário caixa mensal pós fixado: Também feito para aqueles clientes que recebem salário pela caixa econômica, a grande diferença é que os juros são pós fixados, e o prazo de pagamento varia entre 4 a 36 meses.

Como contratar?

Para ver se um crédito pessoal é bom precisamos analisar também as formas como a instituição o libera! Ou seja, como os procedimentos acontecem.

Para contratar o empréstimo pessoal da caixa será necessário:

-Análise cadastral: Para a análise cadastral você deve ir até uma agência da caixa, onde será realiza uma análise dos seus documentos para aprovar de definir o seu limite.

Basicamente nessa etapa o banco vai analisar quais suas condições para pagar o empréstimo solicitado, vai verificar seu CPF e coisas do tipo;

– Contrate: Depois que o cadastro é aprovado é hora de contratar. Isso é, assinar o contrato com todos os termos para o seu dinheiro entrar na conta! Nessa hora é importante ler todo o contrato, e também tirar todas as dúvidas antes de assinar;

– Utilize o crédito: Quando os dois passos anteriores forem finalizados o dinheiro vai cair direto na sua conta, e você vai poder utilizar.

Como podemos perceber, é um procedimento normal de empréstimo! Ou seja, não tem grandes burocracias para conseguir contratar o empréstimo da caixa.

Como também podemos perceber, é obrigatório ter uma conta na caixa econômica federal para proceder com o empréstimo.

Lembrando que:

  • Há cobrança de IOF (Imposto sobre operações financeiras) no ato do contrato;
  • Se optar pelas opções pré fixadas, os juros vão ser definidos conforme a taxa em vigor na data da contratação;
  • Já nas opções pós fixadas os juros são cobrados juros, + TR mensalmente;
  • As tarifas vão ser de acordo com a tabela de tarefas que está disponível na agência ou nos sites da caixa.

Afinal, o empréstimo pessoal da caixa é bom?

O empréstimo é considerado bom pela personalização que oferece ao cliente, dando mais liberdade para escolher a opção que mais se adeque as necessidades.

Para saber mais informações sobre o empréstimo da caixa econômica federal você pode acessar o site ou ir a uma agência mais próxima.

E se você gostou de saber mais sobre o empréstimo pessoal da caixa econômica continue em nosso site e confira outros artigos sobre o assunto

Um empréstimo pessoal online é seguro: respondendo suas perguntas

O empréstimo é a solução ideal para aqueles períodos onde as contas não fecham, quando aquele imprevisto acontece, ou quando queremos realizar um sonho que parece impossível.

Por muito tempo o empréstimo já foi visto como um grande vilão, mas a verdade é que ele pode sim ser uma ótima opção! mas claro, para isso você precisa pesquisar bem todas as taxas e condições.

Pedir empréstimo é algo muito sério, por isso todo cuidado é essencial para dar início ao processo.

Com a tecnologia os empréstimos online também começaram a aparecer, mas será que essa é uma prática segura? Isso é o que você vai conferir em nosso artigo de hoje.

Respondendo as perguntas sobre o empréstimo pessoal online

O empréstimo pessoal online veio para trazer mais facilidade a todo processo, afinal, quem não deseja receber o dinheiro do empréstimo sem sair de casa? com a opção online há muito menos burocracia.

A prática começou a ser utilizada lá nos Estados Unidos, e com isso foi ganhando outros países, e a cada dia podemos observar novos sites surgindo, o que reforça que essa tendência chegou para ficar entre os brasileiros.

Alguns sites são ligados a bancos, outros a instituições independentes que solicitam o crédito para bancos parceiros.

Mas, ainda há muitas dúvidas, o que é normal! se um empréstimo deve ser feito com muito cuidado, um empréstimo online então, deve ter esse cuidado redobrado.

Por isso vamos responder algumas perguntas.

Como eu sei que o site é confiável?

Uma das primeiras coisas para garantir o seu empréstimo pessoal online é saber se o site é confiável! Para isso você vai precisar verificar, até mesmo aqueles que pertencem a grandes bancos tem esse certificado de segurança.

Os detalhes podem ser observados no rodapé da página, além dos alertas do próprio Google sobre a segurança da página.

Como conferir o domínio do site?

Conferir o domínio do site é outro fator muito importante para saber se realmente está entrando em um local confiável na web! por isso sempre prefira os sites que terminem com ‘’.com.br’’ ou ‘’.com’’ sites terminados com outras combinações geralmente são roubadas.

Como conferir os dados da empresa?

Outra coisa que você deve fazer antes de fazer o empréstimo online é o histórico da empresa, como por exemplo, a situação cadastral do CNPJ.

Para isso você pode pegar o CNPJ que deve estar inserido no rodapé do site e pesquisar como anda a situação no site oficial da receita federal.

Caso não esteja 100% de acordo é legal você procurar o motivo, isso já vai te deixar com o pé atrás com a empresa em questão!

Outra coisa que você deve fazer é verificar se o CNPJ é o mesmo do domínio www. Já que muitos golpistas vão utilizar nomes diferentes para realizar fraudes.

Como pesquisar a reputação da empresa?

Você deve procurar o nome da empresa em sites como o reclame aqui! Com certeza você vai achar depoimentos se pessoas passaram por situações ruins com aquela empresa, geralmente as pessoas fazem isso para evitar que você caia no mesmo problema.

Outra forma de pesquisar se a empresa realmente existe é procurando nas redes sociais, em blogs, conversando com amigos que atuam na área financeira ou que já fizeram empréstimo online, por exemplo.

Pagar valores adiantados ou desnecessários é uma prática legal?

Não! Aqui está o grande segredo para você descobrir se a empresa é uma fraude ou não! Solicitar valores adiantados não faz parte de nenhuma empresa de empréstimo! Todos os pagamentos só acontecem depois que o empréstimo é liberado.

Por isso não caia em histórias de taxas e coisas do tipo! As taxas existem sim, mas elas são aplicadas juntamente com o valor da parcela, nunca de forma separada ou antes da liberação.

Cuidado! Esse com certeza é o ideal que você deve ter mais cuidado no meio de toda essa história.

As parcerias são legais?

Sim, muitas vezes você vai se deparar com instituições online que oferecem parcerias com grandes bancos para realizar empréstimo! Isso é legal.

Uma forma de você se certificar que  a empresa é confiável, é ligando para o banco para ver se aquela instituição realmente é uma parceira.

Como ter acesso ao contrato?

Não é porque o empréstimo é online que você não deve ter acesso ao contrato, se a empresa não quer disponibilizar ele pra você, pode ter certeza que aí tem coisa!

O contrato do empréstimo deve ser fornecido para que você possa ler com  bastante atenção, essa é a melhor forma de conferir valores, condições, taxas, e etc.

É normal a empresa não pedir documentos?

Quando você está contratando um crédito pessoal pelo seu banco ou pelo aplicativo, pode ser que eles não peçam nenhum documento! Isso acontece porque o banco já tem o seu perfil, e com isso algo pré analisado para liberação de crédito! Geralmente esse valor não é muito alto, por isso pode ser normal não pedir nenhum documento.

Mas se a instituição não sabe quem é você e mesmo assim promete liberar empréstimo sem consultas, pode ter certeza que tem algo errado! Afinal, a burocracia faz parte do processo de empréstimo, tudo pra garantir que a empresa não saia no prejuízo.

Depois dessas perguntas vai ficar bem mais fazer o empréstimo online certo, livre de golpes!

E se você gostou do nosso artigo de hoje continue em nosso site e confira muito mais.

Dicas para obter empréstimo com restrição no nome

O número de pessoas que ficaram com o nome negativado no SPC e no SERASA quase dobrou nos últimos anos. Seja por falta de organização financeira, ou por imprevistos que surgiram por conta da crise, estar com o nome sujo traz diversas desvantagens.

Inclusive na hora de pedir um empréstimo! Isso porque a restrição vai fazer com que a aprovação para qualquer empréstimo seja mais difícil, assim como para financiamentos ou cartão de crédito.

Isso acontece porque a maioria das empresas de empréstimo e os bancos vão acessar o CPF da pessoa! Antes te dar um empréstimo para alguém essas instituições precisam se assegurar que não terão prejuízos.

E a partir do momento que elas veem o nome com restrição ficam com muito receio, o que é normal, já que essas instituições entendem que você não vai ter condições de pagar pelo serviço contratado.

Para contratar esses serviços é muito importante que você limpe o seu nome para que a sua situação seja regularizada! Mas nem todos conseguem fazer isso e precisam de uma grana extra o mais rápido possível.

Como proceder nessas horas? em nosso artigo de hoje você vai conhecer dicas para obter empréstimos mesmo com restrições em seu nome. Confira.

1 – Faça um empréstimo pessoal online

Geralmente as empresas que trabalham com empréstimo online tem uma linha para negativados, o que é ótimo! mas é preciso ter cuidado, existem muitos golpes na internet, por isso você deve conhecer e estudar bem antes de fechar.

Um exemplo confiável de sites que proporcionam empréstimo online mesmo para negativados é o Simplic, um site especializado em empréstimo.

Mas é preciso ter atenção, como o seu nome está negativado esses sites vão oferecer uma taxa de juros bem maiores, com um prazo de pagamento que não é muito flexível, além de uma quantia baixa (entre R$ 500 a R$ 3.500).

Mas apesar de todas essas condições acabam sendo uma alternativa para os negativados que precisam de empréstimo.

2 – Refinancie o seu imóvel

outra maneira de um negativado conseguir empréstimo é refinanciando o seu imóvel, lembrando que antes de aceitar essa condição de empréstimo, você deve pensar muito bem, e a analisar as parcelas, pois caso não cumpra o combinado com a instituição, você vai perder a sua casa.

Mas, se você pensou bem e ainda acha que esse é o tipo de empréstimo ideal para você, para o realizar você deve ter um imóvel quitado em seu nome!

E como você vai dar a casa como garantia, a maioria dos bancos não vão se importar de te oferecer empréstimo, mesmo com a restrição.

3 – Refinancie o seu veículo

E aqui temos a mesma modalidade de empréstimo, mas nesse caso você vai estar dando o seu carro como garantia, e se não cumprir com os compromissos do contrato, ele vai ser retirado de você.

E como também envolve uma garantia para o banco, eles geralmente fazem até mesmo com pessoas negativadas! Para isso o carro precisa estar quitado e estar em seu nome.

4 – Considere penhorar bens

E se você anda precisando de uma liberação de empréstimo, mas está negativado uma das opções para conseguir dinheiro rapidamente é penhorando seus bens!

Nesse caso, você vai precisar dar um objeto de valor como garantia, e por isso, não tem comprovação de renda, e nem vai ter consulta ao seu CPF.

Mas devemos lembrar que os prazos de pagamento desse crédito são mais curtos, entre 1 e 4 meses, por isso só vale a pena se você tem certeza que vai conseguir devolver o dinheiro dentro desse prazo! Caso contrário vai perder o bem penhorado.

5 – Faça empréstimo consignado

O empréstimo consignado não é uma opção para todas as pessoas, ele está disponível para pensionistas, aposentados ou funcionários públicos!

Algumas pessoas que trabalham com carteira assinada também podem ter esse beneficio, se a empresa for parceira de algum banco ou instituição.

A maioria das instituições concedem o crédito consignado mesmo para negativados, porque ele é descontado direto na folha de pagamento, dessa forma a chance da pessoa ficar inadimplente não acontece.

Como mencionamos, não são todas as pessoas que conseguem fazer esse tipo de crédito, mas pra quem consegue ele é muito vantajoso, até porque as taxas de juros praticadas são bem menores.

6 – Faça um consórcio

Aqui temos uma dica diferente para você! O consórcio não é um empréstimo e não vai te dar dinheiro em mãos.

Ter restrições em seu nome não vai impedir que você faça um consórcio, porém, quando você for contemplado com a cara de crédito, seja ela por sorteio ou leilão, você vai ter um valor disponível!

Como comentamos, é mais a longo prazo, geralmente, mas se você não estiver precisando do empréstimo de forma tão urgente assim pode ser uma boa saída.

7 – Tenha cuidado

Devemos ainda ressaltar nas nossas dicas o quanto você deve ter cuidado com os golpes! Quem tem o nome negativado, geralmente apresenta um certo desespero por empréstimos, e com isso algumas instituições aproveitam da situação para dar um golpe!

Nesses casos você vai perder dinheiro, e vai ficar sem empréstimo nenhum! Por isso desconfie de facilidades por parte e empresas, ninguém vai arriscar emprestar dinheiro de forma simples.

Como funciona um carta de crédito para carros

De forma bem simples e direta já vou explicar o que é a carta de crédito. A carta de crédito está relacionada aos planos de consórcio, nesse caso os planos de consórcio para a aquisição de veículos.

Ao receber a carta de crédito, o cotista do consórcio receberá o valor do consórcio que está participando. Por  exemplo, se o valor do seu consórcio é para aquisição de um veículo de R$ 50.000,00, então você receberá esse montante ao receber a sua carta de crédito, compreende?

Entre outras palavras, você foi premiado! Agora poderá realizar a aquisição do veículo, ou quitar o seu consórcio para resgatar o valor da carta.

Mas como funciona o consórcio?

O consórcio é a forma mais interessante de tentar “financiar” algum bem. As taxas praticadas pelos consórcios são às menores, quando o assunto é crédito.

Tecnicamente é o seguinte; ao entrar para um consórcio, você vai entrar em um grupo onde existem várias outras pessoas que estão participando, por meio dos aportes.

Ao iniciar os seus aportes (o pagamento das parcelas) você terá que determinar qual será o valor do seu consórcio. Você quer comprar um veículo, então pode ser que o seu consórcio seja de R$ 50.000,00.

Baseado nisso, haverá outros dados a serem analisados. Dentre eles a quantidade de parcelas, e o valor das parcelas.

Bom, ao determinar todos esses dados no início do seu consórcio, você dará início ao mesmo. Pagando a sua primeira parcela.

A partir desse momento você, provavelmente, estará participando de sorteios periódicos. Quem ganhar esse sorteio será contemplando e assim poderá utilizar a carta de crédito.

Com essa carta de crédito em mãos, o cotista poderá utilizar o valor para adquirir o veículo desejado.

A carta de crédito é segura?

Sim! Algumas pessoas pensam que ao ser contemplado pelo consórcio, elas vão receber o valor em dinheiro. Como se fosse uma transferência bancária.

Porém não é bem assim que funciona. O cotista do consórcio não receberá o dinheiro em espécie e tão pouco na conta. O que será transferido para ele é a carta de crédito.

Essa carta de crédito fica no nome da pessoa, e somente ela poderá utiliza o valor. Então, mesmo que alguém tente se passar por você, não haverá meios de conseguir “roubar” o dinheiro.

Não vamos nos esquecer de que por meio da carta de crédito, você não vai precisar andar com o dinheiro por aí, evitando que seja roubado de verdade ou perca o dinheiro.

Como conseguir a carte de crédito para carros?

Mencionei anteriormente um das formas de conseguir a carta de crédito, que é por meio do sorteio.

Os sorteios são diferentes de consórcio para consórcio. Mas tecnicamente, esses sorteios ocorrem, de tempos em tempos, com certa frequência.

Os consórcios trabalham com uma espécie de fundo. Nesse fundo existem várias outras pessoas que pagam os seus consórcios.

Quando alguém desse grupo é sorteado, essa pessoa, então, recebe a carta de crédito. Dessa forma a empresa que administra o consórcio consegue gerenciar os recursos e repassar as cartas de crédito com facilidade para os sorteados.

Mas além do sorteio, existe a possibilidade de realizar um lance! O lance funciona da seguinte forma.

Você pode em um mês realizar um lance para ser contemplado. Geralmente, os consórcios trabalham com uma política de lance que beneficia aquele que consegue fazer o maior lance do período.

Então se você realizar o aporte e for o mais alto do período, então você recebe a carta de crédito.

Para aqueles que não conseguiram, ou seja, ofereceram o lance de valor inferior ao lance vitorioso, o valor do seu respectivo lance será utilizado para abater parte das parcelas.

Pode ficar tranquilo, que mesmo não sendo contemplado, no mínimo, parte de suas parcelas será amortizada através do valor do lance.

Como fazer para resgatar o valor da carta de crédito?

Nem sempre fazemos o consórcio, e quando somos contemplados, precisamos do dinheiro para comprar o veículo.

Pode ocorre que o veículo já foi adquirido por outra forma, ou quem sabe, a pessoa já tenha desistido da compra.

Enfim várias situações podem ocorrer no meio do caminho. Mas então, como eu faço para conseguir colocar a mão nos valores da carta de crédito?

Para conseguir esse resgate, você terá que quitar o seu consórcio. Então será preciso realizar um pagamento do saldo restante em aberto e aí sim, você poderá pegar os valores.

O consórcio é uma boa?

Depende da situação. Como foi mencionado no artigo, para conseguir colocar as mãos na carta de crédito, você necessariamente precisa ser contemplado no consórcio.

Então existem duas opções. Ou você faz o lance e saí vencedor, ou ganhar a carta de crédito por meio do sorteio periódico.

Sendo assim, pode acontecer do cliente demorar a receber a carta de crédito. Se você precisa comprar o veículo com certa pressa e não pode esperar, talvez o consórcio não seja uma das melhores opções.

Se esse não for o seu caso, então o consórcio pode ser uma boa. As taxas praticadas pelo consórcio são as mais baixas, quando levamos em consideração os financiamentos em si.

Existem financiamentos que oferecem juros zero, mas em troca, o cliente precisa fazer o pagamento em uma entrada bem alta, coisa superior aos 50% do valor do veículo.

No caso do consórcio isso já não é necessário. Inclusive, se o cotista do consórcio estiver com sorte, o mesmo pode ser sorteado logo no início e nem precisa esperar tanto tempo para conseguir a carta de crédito.

O consórcio também pode ser uma boa alternativa de “poupança forçada”. Não são todas as pessoas que conseguem juntar dinheiro para conseguir comprar um carro.

Portanto, nada melhor do que adquirir uma obrigação e assim, forçar tal poupança. Em comparação ao hábito de poupar em si, o consórcio não é uma boa.

Mas olhando pelo prisma de que a pessoa possa não conseguir poupar, então o consórcio pode ser uma excelente alternativa.

O consórcio possui taxas de juro inferiores a grande parte dos financiamentos existentes do mercado sendo que ainda existe a possibilidade de oferecer um lance ou ser sorteado durante o período.

Crédito para comprar o seu veículo ou máquina.

Nem sempre temos disponibilidade para comprar um veículo novo, ou quem sabe uma máquina para empresa, correto?

Mesmo não havendo recursos suficientes para concretizar tal aquisição, a falta de dinheiro não nos impossibilita por completo! Nessas horas temos as instituições financeiras para nos salvar!

Crédito para Financiando o veículo.

Atualmente, existe até a opção de financiar 100% do veículo. Isso mesmo, você nem precisa pagar uma entrada. Através do financiamento 100%, você já pode se tornar dono de um carro novo.

Essa modalidade de financiamento também não é liberada para todos os carros, ou veículos em geral. Esse tipo de financiamento é mais difícil de conseguir.

Caso você consiga colocar as mãos em um financiamento assim, então tenha atenção com relação ao juro cobrado.

Sim, não pense que o seu financiamento vai sair sem juros ou que de repente, por se tratar de um financiamento, os juros do mesmo seja equivalentes a um “Minha Casa Minha Vida”.

Dependendo da instituição financeira, da linha de crédito e do veículo que está sendo adquirido, os juros podem ir do zero até, algo acima dos 4% ao mês!

Sim, os juros podem ser bem altos. Por exemplo, ao tentar comprar um veículo usado mais antigo, vamos dizer; um veículo de 2000 ou de ano próximo, o juro do financiamento pode ser ainda maior!

Agora se você for comprar um veículo novo, pagando mais de 50% do valor do mesmo na entrada, então é possível que a concessionária, lhe ofereça a possibilidade de financiar o resto, e 12 vezes sem juros, ou algo do gênero.

Lógico, não pense que esse financiamento sem juros irá ocorrer em 24 meses ou mais! Em grande parte as concessionárias possuem as suas próprias financiadoras e instituições financeiras, e assim elas conseguem trabalhar melhor essas alternativas de financiamento.

Mas em grande parte, os clientes acabam comprando o veículo através de um financiamento de juros baixos, porém existentes.

A entrada ocorre também em uma situação assim. Geralmente, a concessionária pede uma entrada de pouco menos de 50% do veículo, e o restante pode ser parcelado em até 48 vezes com um juro de algo próximo dos 1,7% ao mês, ou até menos, ou mais. Enfim, geralmente é assim.

Não está de acordo com os valores, procure por outras formas de financiamento!

O cliente também não é obrigado a comprar o veículo por meio da financiadora da concessionária. Por se tratar de um “livre mercado” você tem a opção de escolher a financiadora que bem desejar!

Então se um banco menor, ou até um banco maior, como o Itaú, Bradesco, ou demais, oferecer um juro mais em conta, então faça a compra, mas financie o valor através da instituição da sua escolha.

Comprando máquinas e equipamentos através do financiamento

Caso você tenha uma empresa, fique sabendo que é possível financiar a aquisição de máquinas e similares. Para pessoa física, a aquisição de máquinas por meio de financiamentos já é algo mais difícil, ao menos, não é um produto financeiro muito divulgado por aí.

Enfim, existem várias instituições financeiras que podem lhe conceder crédito para aquisição de máquinas.

Por exemplo, existem muitas empresas que chegam a financiar compras no exterior (importações).

Não é difícil encontrar instituições financeiras que liberam para seus clientes financiamentos em outras moedas, além do real.

Dependendo da compra e até do tipo de máquina, o empresário pode conseguir financiamento do governo  federal ou estadual.

Existem instituições (BRDE, BNDS entre outras) que trabalham com linhas de crédito direcionadas a máquinas e afins.

Além de financiamentos, existem os leasings.

Caso o cliente esteja procurando por opções de crédito mais em conta, então uma das alternativas é a aquisição de um leasing.

Por meio do leasing você não terá que arcar com altas despesas vinculadas aos juros. Na verdade, no leasing até terá juros, porém o valor desses encargos será menor.

Mas o juro não é a única diferença desse tipo de “financiamento”, por meio do leasing o cliente terá a opção de ficar com o item no final, ou não.

Dependendo do tipo de leasing que o cliente estará contratando, ao final do mesmo, haverá a opção de adquirir o bem em definitivo ou não.

Se o bem não for adquirido, o mesmo volta para a instituição financeira sem ônus ao cliente. Caso o cliente tenha o interesse, então o mesmo  terá que realizar um porte de aquisição.

O leasing pode ser feito tanto para máquinas e equipamentos, quanto para carros e demais veículos.

O Financiamento é uma boa?

Às vezes em nossas vidas precisamos da ajuda de um terceiro para conseguir realizar aquisições. Essas compras podem ser tanto de veículos quanto de máquinas.

No caso das pessoas físicas em geral, o financiamento de um veículo é uma prática amplamente realizada.

Porém, deve ser bem estudada antes de executada. O financiamento pode ser longo e exigir juros altos. Infelizmente, ao contrário do que ocorre em outros países mais “evoluídos” os juros no Brasil ainda são extremamente altos.

Devido esse encargo ser “pesado” para o cliente, os financiamentos podem se tornar um verdadeiro pesadelo para o cliente.

Talvez a melhor forma de comprar um veículo, em minha opinião, é através do financiamento sem juros. Ou se essa opção não estiver liberada, então tente comprar o bem a vista.

O financiamento sem juros, como já mencionamos, é liberado em circunstâncias especiais. Geralmente  pagamento de entrada é alto, superior aos 50% do valor do veículo, sendo que as parcelas podem não ultrapassar as 12 vezes.

Sendo que o pagamento a vista o cliente teria que aportar o valor total do bem. Com relação a financiamento de máquinas e afins, a melhor alternativa é analisar se existe a necessidade e qual será o retorno que o equipamento vai oferecer a sua empresa.

Caso tenha necessidade e já haja uma expectativa com relação a possíveis retornos que o equipamento venha a ter (lucros) então acredito que aquisição seja uma boa ideia.

Querendo ou não, o financiamento para pessoa jurídica, nada mais é do que investimento na própria empresa!

Empréstimo com Garantia de Veículo

São várias as opções que existem de empréstimos e linhas de crédito em geral. Dentre todas temos os empréstimos que oferecem a possibilidade de colocar algo em garantia.

A ideia da garantia é beneficiar os dois lados da negociação. Esse benefício por um lado vai reduzir os riscos da instituição financeira, ou da pessoa que está lhe emprestando dinheiro, por outro lado, essa garantia vai ajudar a pessoa que está captando recursos a reduzir os custos da operação.

Ao invés de pagar mais de 5% ao mês de juro sobre o valor solicitado, é possível que o empréstimo tenha taxas inferiores aos 3% ao mês, ou até taxas ainda menores.

Vantagens do empréstimo com garantia de veículo

Dentre todos os bens que você pode colocar como garantia, em minha opinião, o veículo é um dos menos “importantes”.

Veículos dificilmente se valorizam com o tempo, como ocorre com terrenos ou residências. Os veículos costumam se depreciar com rapidez.

Em poucos anos, um carro pode se tornar ultrapassado. Sendo assim, o veículo deve ser levado em consideração ao procurar algum item para deixar como garantia.

Existem no mercado algumas “fintechs” que vem oferecendo esse tipo de serviço. Ou melhor, esse tipo de crédito.

O empréstimo é concedido mediante a garantia do veículo da pessoa. A garantia pode lhe ajudar, inclusive, na hora de conseguir valores maiores!

Se no empréstimo pessoal, podemos encontrar algumas dificuldades em conseguir valores substâncias, com a garantia de nosso veículo isso pode não ser um problema.

Lógico, tudo isso vai depender ainda de uma análise da instituição para identificar se o valor do veículo é compatível com a soma que está se tentado adquirir.

Quais instituições oferecem esse tipo de empréstimo?

Confesso que até hoje não vejo os grandes bancos oferecendo esse tipo de empréstimo. O que existe na verdade é uma espécie de leasing, onde o cliente faz a aquisição do veículo, porém o mesmo não é dele.

O veículo permanece com a instituição financeira, sendo que o cliente, paga ao banco uma espécie de aluguel.

Nessa quantia paga mensal, constam os valores referentes ao serviço, parte do valor do veículo (ou não). Desse modo o cliente não precisa arcar com os altos juros de um financiamento, ou investir um alto valor para realizar a aquisição do carro em definitivo.

Mas empréstimo utilizando o próprio carro como garantia, realmente, os grandes bancos dificilmente oferecem esse tipo de empréstimo.

Como já foi mencionado existem Fintechs que desenvolvem esse tipo de serviço. Uma dessas instituições é Creditas!

Através da Creditas o cliente consegue linhas de crédito com taxas de juro de até 1,79% ao mês! Uma das taxas mais baixas do mercado!

O prazo para pagamento do empréstimo é de 12 a 48 meses. O procedimento para conseguir o empréstimo é bem tranquilo também.

Será necessário realizar algumas análises junto a Creditas para conseguir o capital desejado. Primeiro você fará a solicitação do seu empréstimo, colocando o valor desejado e a quantidade de parcelas e demais informações solicitadas.

Depois a sua proposta seguirá para análise. Nessa parte a Creditas poderá lhe solicitar alguns dados.

Após essas duas partes será necessário realizar a vistoria do veículo. Acredito que se tratando de um procedimento que é totalmente online, o cliente deve fazer a vistoria com alguma empresa especializada da região e então passar o resultado da vistoria da a Creditas.

Depois, com tudo aprovado, o valor é liberado para o cliente. Olhando tudo isso, podemos ver que o processo é um tanto quanto burocrático, porém, é plausível, uma vez que a instituição precisa se precaver de algum tipo de eventualidade.

Outras instituições que podem oferecer empréstimo com a garantia de veículo são as cooperativas de crédito ou bancos de menor porte.

Na verdade o cliente terá que analisar a possibilidade de conseguir um empréstimo mais “barato “ concedendo o veículo como garantia.

Desvantagens do empréstimo com garantia do veículo

Colocar qualquer bem como garantia de um empréstimo não é algo bom. Mesmo que você esteja tranquilo para pagar as parcelas do seu empréstimo, em algum momento pode ocorrer uma eventualidade. Fato que poderia deixar você inadimplente com o banco.

Se a situação não se resolver, então o banco pode acabar executando a garantia, e o seu carro pode ser vendido ou algo do gênero.

Portanto, ao colocar o seu veículo como forma de garantia, tenha em mente que a possibilidade de perder o mesmo existe.

Querendo ou não, não corremos atrás de um empréstimo se temos dinheiro na conta, correto?

A falta de capital e a existência de obrigações nos colocam na situação de correr atrás de empréstimos. Observando isso, analise com cuidado o empréstimo!

Outra desvantagem sobre esse tipo de empréstimo está relacionada à avaliação do bem. Tecnicamente, o valor do veículo que for colocado como garantia deve se similar ao valor do crédito.

Por exemplo, não é possível conseguir um empréstimo de R$ 40.000,00 se o valor do veículo for inferior a essa quantia.

Portanto, se o seu veículo for antigo, é possível que o valor liberado para crédito seja pequeno, ou inferior ao necessário.

E mesmo que você não esteja precisando de muito dinheiro, faça uma avaliação se o empréstimo com garantia é a melhor alternativa.

Às vezes, o empréstimo consignado pode ser outra solução mais interessante. No consignado você não precisa colocar nada como garantia.

Na verdade o seu salário se torna uma espécie de garantia. Antes de receber o seu salário, a empresa faz um débito, transferindo o valor da parcela do empréstimo para o banco, e assim pagando as parcelas do seu empréstimo.

Enfim, analisando as várias alternativas de empréstimo, o consignado pode ser o mais interessante!

Empréstimo com o veículo em garantia é uma boa?

Sim e não. Se o cliente está seguro de que vai conseguir quitar as parcelas do empréstimo, então essa linha de crédito pode ser uma boa.

O juro é mais barato do que a média do mercado. Mas se o cliente já está em apuros, inclusive com outras obrigações, então evite fazer isso. Você poderá acabar perdendo o seu veículo em caso de execução da garantia.

Principais diferenças entre seguros online e seguros tradicionais

Não faz muito tempo que as contas online dos bancos surgiram. Através dessas contas os clientes podem acessar o extrato bancário, realizar transferências, pagar boletos e afins.

Inclusive solicitar crédito por meio do empréstimo pessoal, tudo de forma rápida e ágil. Não demorou muito as seguradoras começaram a oferecer serviços e seguros online.

Ao invés de procurar por um banco, ou quem sabe uma corretora de seguros, o cliente pode fechar o contrato diretamente com a seguradora. E o melhor, tudo pode ser feito no conforto de sua residência!

Vantagens e desvantagens dos seguros tradicionais

O seguro tradicional como nos conhecemos, o normal, deve ser formalizado através de alguma corretora física.

Não há chances de solicitar o seguro por meio do telefone ou através de e-mail, por exemplo. O cliente precisa ir até uma corretora.

Mesmo que em sua cidade não haja corretoras de seguros, especializadas, você poderá ir a um banco, um grande banco e procurar lá por um seguro.

É praticamente certo que os bancos de varejo possuem um seguro para você. A meu ver, a principal vantagem desse modelo de seguro está relacionada à segurança e confiabilidade.

Ao adquirir o seguro através de um representante, uma instituição financeira, você se sente mais seguro, sem falar que existe um lugar onde é possível reclamar se algo acontecer.

Ou até mesmo em caso de sinistro com o seu bem que está sobre cobertura do seguro. Inclusive, é possível que a pessoa que receberá o contato sobre o sinistro, seja a mesma que lhe atendeu e vendeu o seguro para você.

Então todo o processo parecer ser mais próximo, digamos assim. A desvantagem desse processo está relacionada aos custos e as limitações impostas por essa forma de seguro.

Ao tentar cotar um seguro online, geralmente a pessoa está mais suscetível a pesquisar preços com seguradoras físicas (através das corretoras) ou seguradoras online.

Essa disponibilidade pode favorecer a pessoa na hora de conseguir valores melhores. Quando se está propenso a analisar somente seguros se corretoras físicas ou instituições financeiras de varejo, eventualmente o escopo de valores é mais restrito.

Outra desvantagem está relacionada aos custos. É possível, não necessariamente, é obrigatório, mas os produtos comercializados por corretoras de seguros podem incluir taxas de corretagem dos seus corretores e profissionais da área.

Esse tipo de custo pode ser menor ou até zerado, em caso de contratação online. Enfim, o seguro oferecido por corretoras e instituições físicas, eventualmente pode ser mais caro, porém, em caso de necessidade, dúvidas, ou coisas do gênero, o cliente provavelmente contará com ajuda do seu corretor!

Vantagens e desvantagens dos seguros online

Comodidade, essa é a principal vantagem do seguro online! Não pense que o seguro online não vai exigir assinaturas e impressão de documentos, isso também vai acontecer.

Mas a grande vantagem está relacionado a praticidade não haver necessidade de ir até uma corretora de seguros, ou uma instituição financeira.

A primeira coisa que o futuro cliente terá que fazer é  procurar por uma corretora de seguros online. Atualmente existem páginas que oferecem a possibilidade de cotar seguros com diferentes instituições.

Assim você pode analisar preços e condições de diversas instituições contando somente com uma empresa!

Lógico que o melhor a se fazer é analisar com diferentes corretoras ou sites de pesquisa. Desse modo você terá mais valores para estudar e seguradoras para avaliar.

Todo o processo pode ser fato online, sendo que boa parte dessas seguradoras que oferecem seguros online trabalham com produtos personalizáveis.

É fato que os seguros tradicionais também possuem essa possibilidade, porém, será preciso avaliar junto ao seu corretor  necessidade ou como funcionam as alterações.

Analisando isso, o processo online me parece mais interessante. Vale destacar que o corretor tradicional poderá lhe explicar o que pode acontecer com determinadas escolhas ou alterações, coisa que pode ser menos detalhada no seguro online.

Por outro lado, o seguro online pode sair mais barato e ser penalizado melhor. Um cliente que tenha mais conhecimento sobre o seguro que deseja, pode facilmente personalizar o mesmo sem necessidade de contatar um corretor ou algo do gênero.

Então as vantagens de se adquirir um seguro online é o baixo preços (em comparação ao seguro convencional).

Outra vantagem que constatamos do seguro online é a facilidade de personalização. Às vezes, através do atendimento de um corretor, a personalização pode acabar não ocorrendo da forma que desejamos lógico, o cliente deve, ao menos, conhecer os itens que serão incluídos no seguro.

Mas de forma geral, a personalização online pode ser algo mais interessante. E por último temos a questão da praticidade.

Por mais que o atendimento seja online, geralmente as seguradoras que possibilitam esse tipo de contato já oferecem outras formas de atendimento. Como por exemplo, pelo telefone.

Em minha opinião, acredito que a possibilidade de entrar em contato pelo telefone (através de um 0800) ou pela internet, por um chat, ou quem sabe por e-mail, já seja, o suficiente para assegurar ao cliente alguma espécie de segurança.

Sem falar que em caso de sinistro, será preciso realizar algum tipo de contato mais rápido e de preferência a qualquer horário (24 horas).

A desvantagem do seguro online está baseada na confiabilidade. Tanto da instituição que lhe está oferecendo quanto da falta de atendimento físico, presencial.

Boa parte das pessoas ainda possui receio com relação a compras e aquisição de serviços online. Imagina contratar um seguro de forma online!

Querendo ou não, o seguro é utilizado com o propósito que o próprio nome já fala “seguro”. Se o mesmo é online, sem haver uma pessoa, ou uma corretora física lhe assegurando, e fazendo o atendimento, o negócio pode acabar se tornando mais difícil.

Sendo assim, é natural que seja necessário desembolsar mais para conseguir esse tipo de atendimento, e para aqueles que já possuem conhecimento e se sentem mais tranquilos, o seguro online seja mais interessante.

Mas no final das contas mesmo, cabe a você identificar qual é o seguro mais conveniente. É fato que existem seguros que podem ser adquiridos tanto na forma presencial, se deslocando até uma corretora quanto online.