Como encontrar empréstimo pessoal com taxas mais baixas

Em tempos de crise pedir um empréstimo é a alternativa que milhares de brasileiros encontram para quitar suas dívidas, ou mesmo realizar sonhos! Muitas pessoas veem o empréstimo como algo ruim.

Mas a verdade é que ele pode ser muito bom, principalmente nos casos de dívidas, onde as pessoas acabam conseguindo eliminar a que tem o maior juros.

Apesar de toda a facilidade que pedir um empréstimo pode ter hoje em dia, é muito importante pesquisar bastante antes de fechar com qualquer instituição! Tudo isso atrás de uma única coisa: as taxas de juros mais baixas.

Pagar juros altíssimos pode não ser uma boa saída! Por isso procurar locais que te oferecem bons números, nesse sentindo, é essencial para não perder dinheiro e economizar.

Em nosso artigo de hoje você vai conferir dicas de como encontrar um empréstimo pessoal com taxas baixas, confira.

Afinal, como encontrar um empréstimo pessoal com taxas mais baixas?

1 – Comparando alternativas

Nunca feche antes de consultar pelo menos mais dois ou três lugares! Se você ir pelo desespero, possivelmente vai encontrar a solução mais cara, e não é esse o seu intuito, né?

E por conta disso fazer simulações e comparar diferentes propostas do mercado é fundamental! Durante esse processo tente esclarecer todas as suas dúvidas relacionadas as taxas totais, dessa forma você vai ter uma maior visualização de todo o processo.

2 – Diminuindo o prazo para reembolso

Você sabia que quanto mais tempo você demorar para reembolsar o seu crédito para a instituição financeira, mais juros você vai pagar? E dessa forma, maior vai ser o valor do seu empréstimo no final.

Por isso, se você deseja encontrar em empréstimo pessoal que te ofereça taxas mais baixas, o ideal é conseguir pagar em um prazo menor!

Por exemplo, se você decide fazer um crédito no valor de 5.000 reais, com uma taxa anual de 9%, e resolve pagar isso em três anos, no final você vai pagar cerca de 821 reais de juros!

LER MAIS  O que pode acontecer se o meu nome foi negativado?

Porém, se você pedir o mesmo valor, mas querem pagar em um ano a mais, os juros já vão ultrapassar os mil reais.

Por isso tente sempre pagar em um menor tempo, para conseguir taxas mais baixas! E claro, tente sempre ter cuidado, para o banco é muito mais vantajoso que você pague em um tempo maior, por exemplo.

3 – Escolhendo a taxa de juros mais baixa

Quando você está comparando diferentes propostas, você deve sempre analisar as taxas que estão associadas! Portanto, quanto menor essa taxa for, melhores serão as condições financeiras do crédito!

Essa informação você vai poder encontrar nos documentos do banco, geralmente eles apresentam a taxa de juro nominal, que vai representar o custo associado aos juros, e a taxa anual, que são os encargos efetivos que vão incluir o custo total do seu empréstimo.

Além disso vão ter as taxas de encargos e de seguros contratados, geralmente essas taxas são fixas, mas é interessante confirmar!

4 – Ficando atento as comissões

Como uma regra geral da maioria das instituições quando você contrata um crédito, você deve pagar comissões! Essas comissões podem vir de diferentes nomes, como abertura do processo, finalização do processo, entre outras coisas.

Essas taxas serão pagas por você quando o contrato é fechado, além disso tem as comissões que serão pagas no inicio do processo, além das comissões mensais que podem estar incluídas na prestação.

Acontece que cada instituição vai trabalhar de uma forma com essas taxas, algumas colocando mais taxas que outras, por exemplo! Por isso você deve saber de forma clara e detalhada quais comissões você vai pagar ao fechar o contrato com aquela instituição.

LER MAIS  Como solicitar um empréstimo pessoal?

5 – Conhecendo seguros associados

Alguns bancos podem exigir que você faça um seguro de vida, isso vai garantir para a instituição que a dívida seja paga em caso de morte ou de invalidez.

Muitas vezes, quem contrata esse seguro vai ter juros menores na hora de contratar o crédito, o que dependendo dos valores, é uma vantagem.

Portanto, se o banco não exigir que você tenha um seguro de vida, pergunte se a presença de um é o suficiente para diminuir taxas! Se a resposta for sim, talvez seja a hora de você considerar.

6 – Tendo um bom histórico bancário

Os bancos desejam aqueles clientes que possam os oferecer garantias, ou seja, aqueles clientes que tem um bom histórico de pagamentos e de consumo equilibrado!

Se na hora de pedir o seu empréstimo o banco conferir que o seu histórico é bom, com certeza você vai conseguir condições de juros mais reduzidas.

Por isso é muito importante tentar sempre pagar suas dívidas em dia, em situações como essa isso pode te dar uma grande ajuda! Por outro lado, quem não tem um bom histórico pode acabar pagando juros bem maiores.

7 – Não seja desesperado

E por fim, a nossa última dica para que você consiga uma taxa de juros baixas é não ter desespero!

Os bancos e as instituições podem perceber isso pelo contato, e vão sempre te oferecer o empréstimo com juros altos, porque vão associar o seu desespero por fechar logo uma proposta.

Portanto, não tenha pressa e nem demonstre o quanto está precisando desse dinheiro! Tenha tempo para estudar e avaliar cada proposta.

Com essas dicas temos certeza que você vai encontrar taxas de juros bem mais baixas!

E se você gostou do nosso artigo de hoje não se esqueça de continuar em nosso site e conferir muito mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *