Como selecionar o seguro mais barato para o seu carro?

O carro no Brasil até pode ser caro, mas o seguro, também não fica por menos. Existem duas formas de contratar seguro para o seu carro, ou você faz a aquisição do seguro completo (geralmente o mais negociado) ou faz a contratação do seguro parcial (modalidade personalizada).

Mas qual dessas duas formas é a melhor? Vamos analisar isso ao decorrer do artigo!

Seguro Parcial mais barato

Financeiramente falando, o seguro parcial é o mais barato! Podemos falar isso, uma vez que no seguro parcial, o cliente pode escolher contar somente com o seguro contra roubo, ou incêndio, com terceiros e outros.

Desse modo, ao invés de pagar um alto valor no seguro, o cliente provavelmente vai arcar com uma despesa bem inferior (quando comparamos os valores do seguro completo).

Mas o cliente também não está obrigado a trabalhar só com uma proteção do seguro. É possível montar o seguro conforme a sua necessidade.

Por exemplo, você se sente seguro o suficiente para não contar com seguro contra danos a terceiros, ou a perda total proveniente de acidente?

Então você pode optar por seguro contra roubo e incêndio. Desse modo você consegue reduzir as despesas com o seguro, além de concentrar a proteção em duas áreas que são críticas.

Não é nenhuma novidade que o roubo de veículos no Brasil, e porque não, no mundo é algo “comum”.

Por isso colocar seguro sobre furto seria algo bem interessante. Lembrando também, que muitas vezes o furto em si, independe do nosso veículo, ou de nossas atitudes, enfim, geralmente, não temos o controle sobre a situação.

Tanto faz se for um veículo mais novo, ou mais antigo, quando o furto ocorre o prejuízo é todo nosso. Caso você esteja protegido por um seguro para tal situação, o negócio muda de figura.

Sem dúvidas o seguro parcial pode ser uma ótima alternativa. Principalmente para aquelas pessoas que gostariam de contar com um carro mais caro, porém, não contam com recursos suficientes para adquirir um seguro completo.

Seguro completo mais barato!

Em minha opinião, o seguro completo é o melhor! Mas como o assunto é sobre os custos, com certeza o seguro completo é o que exige mais investimento por parte do cliente.

LER MAIS  11 dicas para contratar um seguro de automóvel

Na verdade, o que pode prejudicar ainda mais os custos com relação aos seguros são três coisas;

  • O sexo da pessoa
  • Idade
  • E histórico de acidentes (se o mesmo tiver).

É comum mulheres contarem com seguros mais em conta. Já os homens acabam desembolsando quantias um pouco maiores para conseguir usufruir de seguros similares.

Isso acontece devido ao histórico de acidentes dos dois sexos. As mulheres costumam se envolver em menos acidentes, enquanto os homens acabam participando de acidentes mais vezes.

Esse tipo de estudo acaba prejudicando o valor dos seguros no final, principalmente para os homens nesse caso.

Quando o assunto é idade, então as coisas ficam mais difíceis para aqueles que são mais novos. Homens que estão comprando o primeiro veículo e estão com 18 anos vão, eventualmente, arcar com seguros mais caros.

Com o passar dos anos o valor do seguro vai sendo reduzido, gradativamente. Lógico, nesse cálculo também é preciso levar em consideração o modelo do veículo.

Por exemplo, o valor do seguro completo de um FIAT MOBI provavelmente é muito mais barato do que o valor do seguro completo de uma Ranger Rover.

Para conseguir reduzir os gastos com o seguro, quando se é mais jovem, acredito que a pessoa deve adquirir um veículo mais em conta.

Talvez, comprando um carro mais antigo, e pagando um valor menor (bem menor) o seguro possa não ser necessário.

Por último temos o histórico de acidentes que você pode ter. Ao se envolver em um acidente sem acionar o seguro, nada vai lhe acontecer.

É provável que as renovações do seguro ocorram de forma tranquila, sem a seguradora exigir aumentos ou coisas do gênero.

Porém a partir do momento em que você acionar a seguradora, o negócio pode ficar complicado.

Pagando a franquia do seu seguro e solicitando para a seguradora a proteção sobre danos ao seu carro, terceiros, e afins, o valor do seu seguro no próximo ano pode sofrer um aumento.

LER MAIS  Principais diferenças entre seguros online e seguros tradicionais

Dependendo da situação, e do seu histórico, é possível que a seguradora não concorde em renovar o seguro.

Vale lembrar que ao contratar o seguro completo, é bem provável que a seguradora possa lhe ajudar em qualquer tipo de problema.

O cliente precisará  ler quais as questões estão asseguradas pelo seguro, porém é bem provável que tudo esteja incluso.

O custo maior aqui tem um motivo. Ao contratar um seguro parcial, onde é preciso contratar cada item, o cliente pode acabar não se atendo com alguma opção que possa ser interessante.

E se houver um sinistro que envolva tal detalhe (que não foi adicionado ao seu seguro) é possível que  seguradora não faça nada.

Talvez em uma situação assim, a frase “o barato saiu caro” possa se encaixar com perfeição.

O que fazer então?

Para conseguir encontrar o seguro mais barato, você precisa analisar o seu veículo primeiramente.

Vamos supor que você esteja adquirido um veículo antigo, com mais de 15 anos. Um veículo assim vai contra com um seguro muito alto.

Por isso, será necessário avaliar se você vai realmente fazer um seguro, ou se de repente não é melhor contratar um seguro parcial.

Ao comprar um carro novo, ou “zero” o seguro é quase que uma obrigação! Devido ao alto valor dos veículos no Brasil, ninguém quer correr o risco de perder o carro em um furto, ou quem sabe em um acidente com perda total.

Por isso o seguro completo nessa situação é o mais indicado. Outra coisa! Comprar um veículo sem consultar o seu preço de seguro é algo perigoso também.

Existem carros que até são mais baratos, porém possuem os seu seguro muito caro. Existem duas alternativas, o cliente pode consultar o preço do seguro diretamente com a concessionária do carro, ou de repente por ir até uma agência de seguros, ou quem sabe um banco.

Desse modo você já conseguirá analisar o preço de diferentes seguros. Sem levar tudo isso em consideração, o seguro mais barato, com certeza, é o parcial!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *